Como adaptar seu banheiro para pessoas com deficiência e pessoas com mobilidade reduzida?

Como adaptar seu banheiro para pessoas com deficiência e pessoas com mobilidade reduzida?

Acidentes domésticos podem acontecer por diversos motivos e, claro, que durante nosso projeto e construção devemos prever todas as necessidades do ambiente para evitar essas ocorrências. Uma opção para esse problema é adaptar seu banheiro.

confira-nossa-outlet-liven-casa

Hoje, queremos falar especialmente sobre banheiros de casas que serão ocupadas por portadores de deficiência ou com mobilidade reduzida. O que é necessário ter nesse ambiente para reduzir consideravelmente os danos a você ou às pessoas amadas?

Trouxemos neste post 8 pontos essenciais na hora de fazer o projeto do seu banheiro acessível.

Fonte: Liven Cas

O que é acessibilidade?

Para começar: o que é acessibilidade?

A NBR 9050, que é a norma reguladora que visa falar sobre a acessibilidade do ambiente, define esse termo como “possibilidade e condição de alcance, percepção e entendimento para utilização, com segurança e autonomia, de espaços, mobiliários, equipamentos urbanos, edificações, transportes, informação e comunicação, inclusive seus sistemas e tecnologias, bem como outros serviços e instalações abertos ao público, de uso público ou privado de uso coletivo, tanto na zona urbana como na rural, por pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida”.

De maneira simples, podemos dizer que acessibilidade é a construção ou adaptação de áreas para que elas aumentem a mobilidade e reduzam acidentes das pessoas que possuem uma mobilidade reduzida.

Como projetar ou adaptar um banheiro para Pessoas com Deficiência (PCD) ou Pessoas com Mobilidade Reduzida (PMR)?

cta-promocao-produtos-para-cozinha-01

Conforme dissemos acima, a NBR 9050 é a norma que trata da acessibilidade – não somente de banheiros, mas de outras outras áreas também. Então, caso sinta necessidade, consulte-a posteriormente.

Mas aqui vamos te falar os principais pontos de atenção, certo?

1. Portas

Começando da entrada do seu banheiro, tenha em mente que, para cadeirantes, as portas e acessos precisam ser maiores. O mínimo indicado é que a largura da porta seja de 80cm, mas recomendamos um mínimo de 90cm para maior conforto.

A porta do banheiro para cadeirante deve possuir sua abertura para fora e deve possuir maçaneta horizontal em forma de barra.

Além da porta, outras medidas próximas dela devem ser consideradas por questões de mobilidade. Aqui, trouxemos essas medidas diretamente em forma de imagem, para facilitar a visualização.

Para o box, a porta deve ter o vão livre de pelo menos 80cm e a área de abertura não deve comprometer o espaço.

Fonte: ABNT e Freepik

2. Piso

Os pisos devem possuir superfície regular, firme e antiderrapante sob qualquer condição (seco ou molhado). Além disso, essa superfície não pode provocar trepidação em dispositivos com rodas – cadeiras de rodas ou carrinhos de bebês.

Nos banheiros admite-se uma inclinação transversal de até 2% em seus pisos e uma inclinação longitudinal máxima de 5%.

Outro ponto importantíssimo é que se deve evitar a utilização de revestimentos na superfície do piso que possam causar sensação de insegurança (por exemplo, revestimentos que causam sensação de tridimensionalidade.

Fonte: Freepik

3. Desníveis

Quanto aos desníveis, a NBR 9050 admite um desnível máximo de 1,5 cm entre o piso do boxe e o piso do resto do banheiro.

No entanto, é importante destacar que os desníveis que possuem uma altura entre 0,5 cm e 1,5 cm devem ser tratados como rampa com inclinação máxima de 50%.

4. Área de manobra

Já falamos sobre as condições de entradas e deslocamento em linha reta ali. No entanto, ao projetar banheiros acessíveis é necessário garantir uma movimentação livre pelo espaço. Então você deve considerar, no mínimo, a área para manobra de cadeiras de rodas sem deslocamento, ou seja, um giro de 360º sem sair do lugar, que seria a área mínima necessária para a movimentação básica.

Assim, conclui-se que o diâmetro livre mínimo do banheiro deve ser de 1,50m para permitir um giro de 360º com a cadeira de rodas.

Um detalhe extra é que a área de manobra pode utilizar no máximo 10cm sob a bacia sanitária e 30cm sob o lavatório.

Fonte: Sbarra

5. Barras de apoio

As barras de apoio são essenciais para evitar desequilíbrios e quedas.

Elas devem estar presentes em todo o ambiente, como, no boxe, nas proximidades da bacia sanitária e perto do lavatório ou bancada.

Se você quiser saber mais, acesse nosso texto sobre barras de apoio e onde elas devem ser instaladas.

Fonte: Freepik

6. Boxes para chuveiros e duchas

Começando pela entrada, a porta do box, se houver, não pode interferir na transferência da cadeira de rodas, no caso de cadeirantes, nem no espaço de 60 cm de diâmetros livres, em caso de pessoas com mobilidade reduzida. Outro ponto importante é que essa porta deve ser produzida em material resistente a impacto e deve ter, no mínimo, 90 cm de largura livre.

As dimensões mínimas dos boxes para chuveiros e duchas devem ser de 90 cm e 95 cm e, dentro dele deve haver um banco articulado ou removível fixado na parede. É indispensável que esse banco tenha cantos arredondados e seja produzido em material antiderrapante e impermeável.

O banco em questão deve possuir uma profundidade mínima de 45 cm, comprimento mínimo de 70cm e estar instalado a 46 cm do piso acabado. A ABNT NBR 9050:2044 recomenda que a articulação do banco seja com dobra para cima e que o banco e seus respectivos dispositivos de fixação suportem, no mínimo, 1,5kN de esforço.

Quanto ao piso, a norma recomenda que o piso do boxe esteja em em nível com o piso adjacente, uma vez que cadeiras de banho se utilizaram destes. Além disso, é recomendada uma inclinação de até 2 % para escoamento das águas do chuveiro para o ralo.

Além disso, as grelhas e ralos devem ser posicionados fora das áreas de manobra e de transferência. Quando possível, devem ser utilizadas grelhas lineares junto à parede oposta à área de acesso.

7. Chuveiro

O chuveiro deve ser com desviador para ducha manual e é imprescindível que o controle do fluxo de água seja na ducha manual.

Os registros devem ser do tipo alavanca e, preferencialmente, do tipo monocomando, quando forem misturadores. Os registros devem ser fixados a 45cm da parede de fixação do banco e a 1 metro de altura do piso acabado.

A ducha manual deve estar posicionada a 30 centímetros da parede de fixação do banco e também a 1 metro de altura do piso acabado.

8. Lavatório

Para os lavatórios também deve haver uma área de aproximação livre, que está representada na imagem abaixo, e abaixo do lavatório deve haver uma área livre de pelo menos 25 cm (livre inclusive do sifão e das tubulações).

Bom, quanto aos lavatórios e pias em si, estes devem ser suspensos e estar posicionados a uma altura entre 78 e 80 cm do piso acabado, com uma altura livre mínima de 73 cm na parte da frente.

Embaixo do lavatório não é permitida a utilização de colunas até o piso (opte pelas suspensas) e também não é permitida a instalação de gabinetes ou armários.

Além disso, embaixo do lavatório não podem haver objetos e elementos com superfícies cortantes ou abrasivas.

Quanto às torneiras, elas devem ser acionadas por alavanca, sensor eletrônico ou similares. Se os misturadores forem utilizados, dê preferência aos monocomandos. O comando das torneiras e misturadores devem estar a no máximo 50 cm de distância da face frontal externa do lavatório ou bancada.

Fonte: Freepik e ABNT

Conclusão

Agora você já sabe os principais pontos de atenção ao projetar seu banheiro acessível e pode ter um ambiente muito mais seguro para você ou para a pessoa que você ama.

Mas me diga: o que mais você gostaria de saber sobre o tema?

Deixa aí nos comentários!

Veja mais em nosso Blog!

Conheça nossos produtos em nosso site Liven Casa!

Veja nosso canal Liven Casa no Youtube!

Quer ficar pertinho da gente e ainda saber, em primeira mão, as melhores novidades sobre decoração, arquitetura e reforma, além de receber ofertas exclusivas?
Enviaremos uma surpresa que te fará brilhar os olhos!"
Se inscreva em nossa newsletter!
Assine nossa newsletter :)